terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Boa tarde...


Quando eu for embora...

Quando eu me for,
seja qual for a hora
ou qual for o motivo da minha ida,
que fique bem claro às pessoas
que não fui realmente,
não da maneira que elas imaginam.

De certa forma, eu já sabia qual seria a hora,
nunca tive medo dessa hora,
nunca fui muito a fundo nas explicações sobre a morte
para não perder o presente.
Que fique bom claro,
que eu estarei bem.
Daqui levarei somente as alegrias
dos momentos que vivi.
Quando eu me for,
saibam todos que tudo que vivi
foi com amor,
e com muita consciência de que nada seria eterno.

Fui feliz em muitos dos meus dias,
amei todas as pessoas que acreditaram em mim,
todas as pessoas que estiveram do meu lado
quando eu precisei...
Quando eu me for,
que saibam às pessoas
que vivi o sonho de ser feliz,
vivi respeitando esse sonho
até o momento da partida.
Que saibam às pessoas,
Que fui muito mais do que pude mostrar!

Vilma Galvão

Sol Hoffmann