quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

12 de Fevereiro de 2009, Bom dia!





Amar ...


Perder-se em delírios nas noites...
Entregar-se sem reservas, sem impor limites...

Amar ...
Perder-se nos corpos e na alma um do outro...
Deixar-se possuir e possuir como louco...

Amar ...
Perder-se no descontrole dos sentimentos...
Sentir-se sempre carente de muitos beijos...

Amar ...
No cumprir daquelas promessas feitas nas horas de desespero,
de angústia, conflitos, ciúmes, em que se diz:
" Nunca mais... não quero mais... Adeus!"
Estas palavras ditas sem significado...são esquecidas... e se perdem...
No primeiro toque do telefone...no primeiro teclar...
no primeiro sorriso do outro,
no primeiro sussurro, no primeiro beijo...

Amar ...
Adivinhar os desejos não ditos, não expressos em palavras,
pelo simples farfar do peito...
Pelos monossílabos quebrados, e no brilho do olhar do outro.

Amar ...
Querer morrer no êxtase do prazer... querer dormir com os corpos enrolados,
melados de suor, saliva e esperma e outras secreções mútuas.

Amar ...
Querer o outro dentro de nos mesmos... e também estar dentro do outro,
como se fôssemos únicos.

Amar ...
Caminhar de mãos dadas sobre abismos...
Voar pelos céus em busca do paraíso...se afogar em nuvens de volúpia.

Amar ...
Aceitar, perdoar, esquecer, lembrar e lutar...todos os dias...
para conquistar o nosso objetivo que é...

Sempre, e para sempre...
NOS AMARMOS...

Hide



Sol Hoffmann